• Portaria Presencial pode ser mais eficiente aliando tecnologia ao toque humano
  • 04 de setembro de 2018
  • A tecnologia está evoluindo em um ritmo tão acelerado que soluções a princípio distantes do nosso dia a dia já podem ser implantadas na segurança condominial e modernizar um dos serviços mais tradicionais do setor, a portaria presencial.

     

    No texto anterior do #fiqueligado falamos sobre como a alta da criminalidade e a crise econômica do Brasil tem influenciado no conceito da segurança condominial nos últimos anos e como a tecnologia vem influenciando nessa mudança.

     

    Apesar disso, a portaria presencial continua sendo um dos modelos de gestão de Portaria mais usuais do mercado, principalmente por que um dos fatores determinantes que acabam pesando na manutenção desse modelo de gestão é o vínculo criado entre os porteiros, vigias e guardas com o síndico e moradores. Por isso alguns condomínios ainda acabam optando por este serviço.

     

    Outro fator determinante para a manutenção ou adoção do modelo de gestão de Portaria Presencial é o tamanho do condomínio. Naqueles de maior porte, em média com mais de 80 apartamentos, o fluxo de pessoas e veículos entrando, saindo ou se movimentando dentro das dependências é bastante alto, gerando eventos com muita frequência. Isso demanda maior dedicação no acompanhamento dessas ocorrências, por isso a mão de obra deve ser sempre qualificada.

     

    Além disso, entra a questão custo. O maior número de condôminos ajuda a diluir os custos relacionados tanto aos equipamentos e manutenção como também em relação à folha de pagamentos e ou terceirização de serviços.

     

    A tecnologia auxilia os profissionais nas suas tarefas diárias e aumentam a sensação de segurança dos moradores

     

    A boa notícia é que com o passar do tempo e reagindo ao aumento da insegurança, a tecnologia dos equipamentos de segurança eletrônica evoluiu como ferramenta para ajudar esses profissionais (antes enclausurados em uma guarita sem maiores recursos) nas suas tarefas diárias, o que contribui muito para fortalecer a sensação de "estar mais seguro" dentro de casa ou no trabalho.

     

    Veja mais:

    Mais segurança e menos custos para os condomínios? Com tecnologia isso é possível

     

    Segundo dados da Social Progress Imperative, o Brasil é o 11º país mais inseguro do mundo, o que reflete em grande potencial da aplicação da tecnologia nas soluções que as empresas especializadas colocam à disposição do mercado.

     

    A busca é tão incessante que o segmento de sistemas eletrônicos de segurança registrou uma média de crescimento de 8% nos últimos cinco anos. E o segmento de segurança condominial acelera esse avanço do setor.

     

    Com essa filosofia inovadora, a HDL, especialista em soluções de segurança eletrônica, tem investido em produtos inovadores que se destacam por sua qualidade e confiabilidade. Porque a missão da empresa é oferecer soluções para qualquer tipo de modelo de gestão de segurança condominial.

     

    Conheça algumas soluções tecnológicas de segurança para portaria presencial

     

    Para o modelo de portaria presencial, 24 horas por dia, 7 dias por semana, que são muito comuns em condomínios maiores (com mais de 80 apartamentos), a HDL tem soluções compostas por porteiros eletrônicos, centrais de telefones nos apartamentos e fechaduras eletrônicas e eletromagnéticas.

     

    As Centrais Flex são um dos destaques da solução proposta pela empresa para a portaria presencial Modelos que cobrem de 8 a 1.600 apartamentos ou áreas comuns, oferecendo diversas funções como SIGA-ME, Identificação de Chamadas e Alertas de Pânico (SOS). Isso sem abrir mão da praticidade na configuração e operação, porque contam com o software CTI - GRATUITO.

     

    Além disso, as centrais interligam os diversos ramais internos com terminais telefônicos como os da gama Centrixfone, que são certificados pela ANATEL, com modelos de diferentes acabamentos, funções e modalidades de instalação.

     

    Outro destaque são os porteiros eletrônicos F12-S, que apresentam várias funções importantes para a segurança dos moradores e facilitam o trabalho dos profissionais envolvidos. A mais importante delas é SER UM ÚNICO DISPOSITIVO, compacto, mas poderoso. Congrega a intercomunicação ao vídeomonitoramento, com câmera integrada, além de incorporar o Controle de Acesso, com teclado para senhas e leitor de tags/cartões RFID.

     

    Coordenam-se com fechaduras e fechos elétricos ou magnéticos, das linhas C-90 e M-90, por exemplo, que atendem às novas necessidades dos condomínios sem abrir mão da robustez.

     

    Além da qualidade e segurança, essas soluções inovadoras ainda têm como diferencial o custo de investimento para o condomínio, que é pequeno se comparado ao custo mensal representado pela folha de pagamentos de funcionários ou custos com empresas de terceirização e pode ser diluído nos custos da operação divididos pelo maior número de condôminos.

     

    #fiqueligado e conheça mais soluções que a HDL tem para a segurança condominial tanto para grandes como médios e pequenos condomínios pelo site www.hdl.com.br.

  • Fonte:
Deixar um Comentário
Deixe seu comentário ou dúvida, utilizando os campos abaixo. Obrigado!